Blog da Professora Marcília

Álcool e alcoolismo

Posted on: 4, julho 2009

TRABALHO SOBRE ÁLCOOL E ALCOOLI SMO REALIZADO PELOS ALUNOS

GRUPO I

Amanda; Ana Paula; Giovana

INTRODUÇÃO

Como o texto, nos compreendemos que ele fala sobre as pessoas que ingerem o álcool, fala também das mulheres grávidas que também ingerem o álcool, o que pode causar sérios riscos para o bebê e a mãe.

Ao ler este texto, o leitor, vai se conscientizar apra não ingerir muita bebida alcoólica e não dirigir alcoolizados, e às futuras mães não beberem durante a gestação.

O ÁLCOOL

O álcool afeta várias partes do corpo, uma delas é o cérebro. Quando uma pessoa dirige alcoolizado os seus reflexos e a sua atenção irão diminuir, ocasionando um grave acidente. Colocando em risco a sua própria vida e a vida dos inocentes.

O ÁLCOOL NO SISTEMA NERVOSO

O álcool é uma droga, porém não é como a cocaína, a maconha, nem o êxtase, etc. Essas drogas afetam o cérebro, já o álcool afeta o fígado, o estômago, o intestino, o sistema cardiovascular, o sistema nervoso e também o cérebro.

A substância do álcool é prejudicial à mãe e o bebê. Portanto, durante a gestação, os médicos recomendam para a futura mãe para não ingerir a nicotina do cigarro, o álcool, nenhum medicamento sem orientação médica e nenhuma substância tóxica, pois é pelo cordão umbilical que passam todas as substâncias que a mãe ingere.

Alguns motoristas mesmo sabendo da lei “Se beber não dirija”, eles violam essa lei, ocasionando acidentes.

Qual o mundo que nós queremos?

O mundo que a mãe, o pai, o irmão ou a irmã quer?

O mundo que nós queremos é um mundo de Paz, Amor, Justiça, Fraternidade, Unidade, etc.

CONCLUSÃO

Portanto, é importante que todos se conscientizem que beber muito álcool, dirigir alcoolizado é errado, pois, ele é altamente prejudicial à saúde.

100_2989

100_2991

100_2992

OBS: Texto digitado na íntegra, segundo o trabalho das alunas.

GRUPO II

Elisa; Iara; Meryelen

ÁLCOOL

Diversas partes do cérebro são afetados pelo efeito sedativos do álcool.

OS PERIGOS DE BEBER SEM CONTROLE

A longo prazo, o álcool causa degeneração irreversível no sistema nervoso central, podendo causar, por exemplo, a demência, as complicações mais comuns.

EFEITO DO ABUSO DO ÁLCOOL NO SISTEMA NERVOSO

O álcool é um depressor de muitas ações no sistema nervoso central. É receptor inotrópico que são os canais cônicos que causa despolarização neural afetando os sistemas neurotransmissores e o ato reflexo, uma vez que diversas partes do cérebro são afetadas pelo efeito sedativos do álcool.

Os perigos de beber sem controle está no fato de que a longo prazo, o álcool causa degeneração irreversível do sistema nervoso central, podendo causar, por exemplo, a demência que é uma das complicações mais comuns, inibição da secreção hormonal antidiurético.

100_2993

100_2994

100_2995

Trabalho apresentado pelas alunas.

GRUPO III

Danillo; Gustavo; Luiz Gustavo e Ricardo

O ÁLCOOL

INTRODUÇÃO

O álccol possui uma grande aceitação na nossa sociedade que esquece que este é uma droga que atua no sistema nervoso central, podendo causar dependência, doenças e mudanças de comportamento.

As doenças causadas pelo álcool são muitas e são graves. Além das doenças, o álcool causa sofrimento a quem convive com essas pessoas, mudam de humor chegando até a agressividade, e também tira o sustento da família para beber.

caveira

O ÁLCOOL

O álcool é uma droga psicotrópica* que atua no sistema nervoso central, sendo que por si só é um agente depressivo que afeta o estímulo e intelecto.

Dentro do nosso organismo, o álcool possui efeito sedativo que age diretamente no sistema nervoso provocando relaxamento dos músculos, relaxando as tensões diárias fazendo com que o indivíduo se sinta mais aberto com os outros; mais feliz, mais corajoso, mais rico etc. Depois de um custo período (8 a 12 horas) após o ingestão de grande quantidade de álcool vem a “ressaca” (dor de cabeça, náusea, tremores e vômitos).

O maior problema com o álcoo são os efeitos psicológicos, pois pode interferir drasticamente no funcionamento da memória onde perde a capacidade de armazenar memórias recentes. Logo há também falhas na coordenação motora, onde se explica a causa de tantos acidentes de trânsito.

Os efeitos do uso prolongado do álcool são diversos: doenças do fígado, coração e sistema digestivo, perda de apetite, deficiências vitamínicas, impotência sexual ou irregularidades no ciclo menstrual.

DOENÇAS CAUSADAS PELO ÁLCOOL


Estelatose alcoólica (fígado gorduroso): mal-estar, anorexia, náuseas, distenção abdominal;

Hepatite alcoólica: necrose aguda das células hepáticas;

Cirrose, fibrose e anemia: aumento da pressão sanguínea, lesão no pâncreas e estômago;

A ingestão contínua do álcool desgasta o organiamo que sofre muitas alterações. Surgem então, sintomas que comprometem a disposição para trabalhar e viver com bem estar. Essa indisposição prejudica o relacionamento com a família e diminui a produtividade no trabalho, podendo levar a desagregação familiar e ao desempenho.

O alcoolismo é considerado como doença e não é hereditário, mas existe uma predisposição orgânica para o seu desenvolvimento, sendo então, transmissível de pais para filhos.

CONCLUSÃO

Agora sabemos que o álcool mata. Quando ingerido em grande quantidade causa doenças físicas e psicológicas. Sabemos também que além de se matar a pessoa que bebe grandes quantidades de álcool pode tornar-se assassina no trânsito.

Obs: Os alunos desse grupo, pesquisaram sobre como transformar farinha de trigo em álcool e demonstrou para os colegas, explicando porque esse fato se dava.

100_2979

100_2980


100_2981

O aluno Luiz Gustavo ficou responsável pelas explicações. Sua primeira explicação foi que não utilizaram o milho para a experiência e sim a farinha de trigo.


100_2983

100_2984


100_2987

O trabalho deste grupo foi fundamentado no site http://pessoas.hsw.uol.com.br/destilarias-clandestinas2.htm.


Agenda

julho 2009
S T Q Q S S D
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Estatísticas do Blog

  • 232,060 hits
%d blogueiros gostam disto: